Você é único!

Existem no mundo bilhares de pessoas, mas nenhuma delas é igual. Mesmo que ela tenha o mesmo código genético e tenha vivido as mesmas experiências, cada um vê e sente a vida da sua própria perspectiva tornando-nos desta forma seres singulares.

Gosto da expressão que diz que cada ser humano é um universo em si mesmo. Isso nos mostra a complexidade que cada um de nós carrega em si e, portanto, pensar que vamos agradar a todos é a receita do fracasso.

Se você se sente inferior a alguém, saiba que não é. Você é apenas único! E isso faz de você um ser maravilhoso. Isso é algo magnífico. Eu sei que nem sempre conseguimos nos sentir desta forma. Há dias em que estamos nos sentindo “o mosquito do cocô do cavalo do bandido”, como dizem por aí, mas isso não muda o fato de você ser especial.

Nossas diferenças fazem com quem muitas vezes sejamos incompreendidos, por isso você não pode viver em função do que as outras pessoas vão pensar. Caso contrário você acabará perdendo sua autenticidade para ser aceito e provavelmente se tornará infeliz a curto, médio ou longo prazo por conta disso.

Entretanto, é preciso flexibilidade para viver bem. Nem tanto ao mar nem tanto a terra. Vivemos em sociedade e muitas vezes precisamos ceder um pouco, até porque gente que tenta impor sempre sua opinião é desgastante e cansativa de conviver. Ou seja, opinião pessoal e bom-senso precisam caminhar em mão dupla.

A busca pelo equilíbrio deve ser uma constante em nossa vida, principalmente na hora de filtrar as opiniões alheias. Hoje muitos buscam a aceitação e em tempo de rede sociais e globalização acabam tendo problema de autoestima, se sentindo inferiores e deprimidos por conta disso.

A grama do vizinho pode até parecer mais verde, mas não necessariamente ela é.

Se auto avalie e procure ver se você não anda se encaixando neste perfil. Caso afirmativo, comece a mudar. Se imponha mais. Reconheça suas qualidades e seus defeitos e saiba que assim como você o outro também possui características interessantes e outras nem tanto. Valorize cada conquista sua, por menor que seja.

Boa semana!

As frutas e o coração

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, e apresentado no início de junho no Congresso da Sociedade Americana de Nutrição, revelou que comer duas maças e três porções de cenoura todos os dias diminui as chances de morrer de ataque cardíaco e AVC.

O estudo foi baseado no cruzamento de dados mundiais de consumo de frutas e legumes com as notificações de mortes em decorrência de doenças cardiovasculares ao longo do ano de 2010. Desta forma, chegou-se a conclusão que uma a cada sete mortes do tipo podem ser atribuídas ao fato da pessoa não ter ingerido frutas suficientes e uma em cada 12 mortes seriam resultado da falta de consumo de legumes e verduras suficientes.

Consumo versus peso

Segundo os pesquisadores, a relação se dá da seguinte forma. Quem se alimenta bem de frutas, legumes e verduras tem menor probabilidade de estar acima do peso ou serem obesas, reduzindo assim as chances de trem doenças cardiovasculares. Lembre-se disso antes de recusar a salada!

Você já ouviu falar em Sarcopenia?

O termo sarcopenia é originário do grego  e quer dizer: Sarx, músculo, e penia, perda. Ou seja, perda de músculo.  Processo natural, característico do envelhecimento. É por conta da sarcopenia que ao envelhecermos costumamos aparentar estarmos emagrecendo, mas na verdade estamos apenas perdendo músculo, o que gera impacto em sua força e aumenta o risco de quedas, fraturas e hospitalização.

Perda progressiva

A sarcopenia atinge 40% da população acima de 65 anos e 60% dos indivíduos com mais de 80 anos.  Mas é a partir da quinta década de vida que começamos este processo. Perdemos entre 1 a 2% de massa muscular ao ano e alguns fatores aceleram este fenômeno, como o sedentarismo, uma dieta pobre em proteína, doenças crônicas, entre outros.  A sarcopenia é muito séria, mas pouco levada a sério. Quantos idosos costumamos ver fazendo atividades que promovam ganho de massa magra, ne verdade?! Se você odeia academia, saiba que é preciso ganhar e manter músculos para envelhecer bem.

Academias implantadas pela prefeitura nos bairros

Tim-tim

Você sabia que o vinho tinto, quando consumido com moderação, pode ter um efeito positivo na saúde do seu coração, melhorar a função cognitiva, reduzir o estresse oxidativo e até mesmo normalizar os níveis de açúcar no sangue?!

Os 6 principais benefícios do vinho tinto

1. Aumenta a saúde do coração – Compostos ativos no vinho tinto, incluindo polifenóis, resveratrol e quercetina, provaram ter propriedades cardioprotetoras.

2. Melhora o Colesterol – Descobriu-se que o consumo regular de vinho tinto reduz o risco de desenvolver doenças cardiovasculares ao diminuir os níveis de colesterol LDL em mulheres na pós-menopausa em 8% e aumentar os níveis de colesterol HDL em 17%.

3. Combate os danos dos radicais livres – A acumulação de radicais livres desempenha um papel importante no desenvolvimento de doenças crônicas e degenerativas, incluindo câncer, doenças auto-imunes, artrite reumatoide, doenças cardiovasculares e doenças neurodegenerativas. Os antioxidantes presentes no vinho tinto ajudam a neutralizar o estresse oxidativo ao agir como sequestradores de radicais livres que previnem e reparam os danos causados pela oxidação. Antioxidantes aumentam as defesas imunológicas do corpo e diminuem o risco de desenvolver várias condições de saúde graves.

4. Ajuda a gerenciar o diabetes – Pesquisadores da Universidade de Massachusetts Amherst descobriram que o vinho tinto pode retardar a passagem da glicose através do intestino delgado e, eventualmente, para a corrente sanguínea, ajudando a prevenir o aumento dos níveis de açúcar no sangue experimentado por pacientes com diabetes tipo 2.

5. Combate Obesidade e Ganho de Peso – Isto é devido a um composto encontrado em uvas e outras frutas (como mirtilos e maracujá) chamado piceatannol, que tem uma estrutura química semelhante ao resveratrol. Segundo os pesquisadores, piceatannol bloqueia a capacidade de uma célula adiposa imatura de se desenvolver e crescer.

6. Pode ajudar a prevenir a doença de Alzheimer – Pesquisas indicam que as pessoas que comem uma dieta mediterrânea, composta de vinho tinto, vegetais, legumes, frutas, peixe e azeite, têm um risco 28 por cento menor de desenvolver transtorno cognitivo leve e um risco 48 por cento menor de progressão do comprometimento cognitivo leve para Doença de Alzheimer.

Publicado por elatem50

Jornalista, advogada, adepta da vida saudável, da prática esportiva. Assina 🗞 Coluna de bem-estar no @jornalopiniao #⃣ #ElaTem50

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: